Rio está preparado para Copa e Olimpíadas, diz secretário

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 23 de junho de 2012 as 06:42, por: cdb

O sucesso verificado nos esquemas montados pelo governo na segurança e na mobilidade urbana para a Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20, é uma garantia de que o país está preparado para promover, nos próximos quatro anos, dois dos maiores eventos esportivos do mundo: a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016.
A afirmação foi feita à Agência Brasil pelo secretário executivo do Ministério do Esporte e membro do Comitê Organizador Local (COL), Luis Fernandes, ao participar, na Rio+20, do painel Copa de 2014: Oportunidades em Sustentabilidade e Inovação para as Cidades-Sede.

Segundo Fernandes, embora cada evento tenha suas especificidades, há vários desafios de infraestrutura que foram enfrentados com êxito na Rio+20 que são semelhantes aos que serão enfrentados na Copa do Mundo de 2014 e nas Olimpíadas de 2016 – que também acontecerão no Brasil. A sede das Olimpíadas será a própria cidade do Rio de Janeiro.

“Foi montado um esquema de segurança para a Rio+20 que se mostrou exitoso na garantia da integridade dos chefes de Estado e de Governo e também das delegações e organizações não governamentais que estiveram presentes na Conferência da ONU. Isto nos credencia a apresentar uma estrutura de comando e controle que servirão de exemplo e também de aprendizado para a estrutura de comando e controle a ser utilizada na Copa do Mundo e nas Olimpíadas de 2016”, disse.

O carioca, de forma geral, também ficou com uma sensação maior de segurança durante a Rio+20 pela presença ostensiva de policiamento e viaturas nas ruas da capital fluminense.

Na avaliação do secretário executivo do Ministério do Esporte, no caso específico do Rio de Janeiro, há lições importantes a serem extraídas tanto para a Copa do Mundo como para as Olimpíadas. “A Rio+20 envolveu iniciativas simultâneas e dispersas por diferentes regiões da cidade, o que implicou em uma logística de transporte conectando estas áreas, o que foi feito com êxito e já constitui um bom sinal para as Olimpíadas no Rio de Janeiro”, disse.

Do ponto de vista da sustentabilidade, Fernandes entende que o Brasil tem a oportunidade histórica de realizar dois mega eventos e alavancar o desenvolvimento sustentável do país, incorporando “todas as dimensões da sustentabilidade ao evento da Copa e também das Olimpíadas”.

Fernandes citou, como exemplo de promoção de eventos dentro do conceito de sustentabilidade, a decisão do país de, em todas as cidades-sede, promover a certificação internacionalmente sustentável de todos os estádios que estão sendo preparados para a Copa de 2014.

“Todos os estádios estão sendo certificados dentro do conceito de sustentabilidade ambiental. É uma decisão voluntaria nossa, mas que a Fifa já adotou e está incorporando como exigência para as organizações futuras das Copas do Mundo. É, na nossa avaliação, um dos marcos mais importantes do conceito de sustentabilidade incorporado à Copa do Mundo”.

Fonte: Agência Brasil

 

..