Ribeirão Preto é a 3ª melhor em saúde pública do País, segundo o Ministério da Saúde

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 1 de março de 2012 as 16:11, por: cdb

Ribeirão Preto, 02 de Março de 2012

Ribeirão Preto é a 3ª melhor em saúde pública do País, segundo o Ministério da Saúde
Enquanto a média nacional ficou em 5,4, Ribeirão Preto recebeu a nota 6,69. À sua frente estão somente duas capitais, Vitória, com nota 7,08, e Curitiba, com a nota 6,96

 

Foto Carlos Natal

 
Reconhecida como cidade referência em pesquisas de saúde, Ribeirão Preto aparece agora em terceiro lugar entre os 10 municípios brasileiros melhores pontuados em pesquisa apresentada, pela primeira vez, nesta quinta-feira, dia 1º de março, pelo Ministério da Saúde. O Índice de Desempenho SUS (IDSUS 2012) tem o objetivo de avaliar o acesso e a qualidade dos serviços de saúde no País e deve, a partir de agora, ser atualizado a cada três anos. Enquanto a média nacional, numa pontuação de 0 a 10, ficou em 5,4, Ribeirão Preto recebeu a nota 6,69. À sua frente estão somente duas capitais, Vitória, com nota 7,08, e Curitiba, com a nota 6,96; segundo o ranking divulgado pelo Ministério da Saúde.

O IDSUS 2012 aferiu dados referentes a 24 indicadores, sendo 14 que avaliam o acesso ao atendimento à saúde e outros 10 para medir a efetividade dos serviços. As aferições levaram em conta dados sobre saúde básica, ambulatorial, hospitalar e de emergência repassados pelos municípios a bases de dados nacionais (IBFE, Ipea, e outros) no período de 2008 a 2010.

Desde a idealização até a fase de finalização, o índice foi construído com a participação de vários segmentos do governo, técnicos, acadêmicos e com a aprovação do Conselho Nacional de Saúde.

 

Foto Roberto Galhardo

 

Investimentos – Ao receber a informação, a prefeita de Ribeirão Preto, Dárcy Vera, manifestou sua satisfação com o resultado, com a ressalva de que essa nota será maior na próxima avaliação diante dos investimentos feitos pelo atual governo municipal a partir de 2009. “A construção de novas Unidades de Saúde; reforma, ampliação e instalação de equipamentos em unidades da rede municipal, construção das UPAs (Unidades de Pronto Atendimento), municipalização do Hospital Santa Lydia, implantação do Dr. Móvel, além do investimento na contratação de novos profissionais (médicos, enfermeiros agentes de saúde), via concurso, e capacitação dos profissionais em atividade, o resultado só poderia ser um significativo avanço no atendimento, tanto quantitativamente quanto qualitativamente”, observou a prefeita. “Mas tenho por princípio superar metas, e, por isso, acredito que podemos, na próxima avaliação, chegar à primeira colocação (do grupo 1) no IDSUS 2012”, completou a prefeita.

Basicamente, os grupos 1 e 2 são formados por municípios que apresentam melhor infraestrutura e condições de atendimento à população; os grupos 3 e 4 têm pouca estrutura de média e alta complexidade, enquanto que os grupos 5 e 6 não têm estrutura para atendimentos especializados. A pesquisa unificou em grupos cidades com características similares.

 

Foto Roberto Galhardo

 

Para o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, a meta do Governo Federal é passar da média 5,4 para 7 nos próximos três anos. Com a média 6,69, Ribeirão Preto, além de estar em terceiro lugar no País, está, também, acima da média nacional.

Já o secretário da Saúde de Ribeirão Preto, Stenio Miranda, diz que não se surpreendeu com o resultado da pesquisa porque sabia que o município apresentava condições de atendimento na rede municipal numa situação melhor do que o restante do País. “O que nos deixa orgulhosos é saber que este levantamento realizado pelo Ministério é minucioso, pois analisou 24 indicadores que abrangem desde vacinas até procedimentos de alta complexidade”, comemorou.

Ele ainda elogiou a ousadia da prefeita Dárcy Vera em nomear uma equipe técnica para administrar a Secretaria da Saúde e deixar esta equipe trabalhar sem interferências externas. “Ainda temos muito trabalho pela frente. Em breve vamos inaugurar uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA), providência que vai melhorar ainda mais o atendimento”.

O IDSUS 2012 está disponível para consulta de toda a sociedade – www.saude.gov.br/idsus – site do Ministério da Saúde.