RF arrecada R$ 38,577 bi em impostos e contribuições

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 15 de fevereiro de 2007 as 22:11, por: cdb

A Receita Federal arrecadou R$ 38,577 bilhões em janeiro em impostos e contribuições federais. Em comparação com o mesmo período do ano passado, a arrecadação nominal – sem ajuste da inflação – cresceu 13,81%, o equivalente a R$ 4,681 bilhões.

– A arrecadação do mês de janeiro sinalizou positivamente e a Receita Federal vai continuar perseguindo durante o decorrer desse ano uma arrecadação cada vez melhor -, disse o secretário-adjunto da Receita Federal, Carlos Alberto Barreto, ao divulgar os números.

Também em relação a janeiro de 2006, a variação real, ou seja, com desconto da inflação, cresceu 10,51%. Essa diferença é calculada pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que mede a inflação para as famílias com rendimento entre um e 40 salários mínimos.

O secretário explicou que o crescimento da arrecadação em janeiro em comparação com o mesmo mês no ano anterior é um reflexo do crescimento da economia, que, segundo ele, “já vem sendo sinalizada por setores econômicos acima das expectativas”.

Carlos Alberto Barreto disse que o aumento na arrecadação “é uma influência das medidas adotadas pelo governo nas decisões do setor econômico”, e também de “uma forte atuação da administração tributária”. Ele acredita que haverá um bom desempenho durante todo o ano.

Em comparação com janeiro do ano passado, as receitas administradas pela Secretaria da Receita Federal (SRF) apresentaram variações reais de 11,37% (IPCA) e de 10,82% (IGP-DI). A variação nominal dos impostos sobre importação de 12,59%, decorrentes da elevação do valor do dólar das importações tributadas, foi um dos fatores que contribuíram para esse resultado.

Em relação a dezembro, as receitas administradas pela SRF apresentaram variações reais de menos 6,42% (IPCA). De acordo com a Receita Federal, o pagamento em janeiro deste ano da primeira cota ou cota única do Imposto de Renda Pessoa Jurídica e da Contribuição Social Sobre o Lucro Líquido (CSLL) relativa a outubro, novembro e dezembro do ano passado, e a antecipação relativa à Declaração de Ajuste Ano-Base de 2006, foram os motivos que levaram a esse percentual negativo.

A Secretaria da Receita Federal também divulgou o resultado da receita previdenciária, que em janeiro deste ano arrecadou R$ 11,30 bilhões. Desse total, R$ 9,85 bilhões são de receita própria e R$ 1,4 bilhão de arrecadação de outras entidades.

A variação nominal, quando comparada ao mesmo mês do ano passado, foi de 14,48%, e a real de 11,63%. Em relação a dezembro do ano passado houve redução nominal de 36,26% da receita previdenciária e real de 36,54%.

De acordo com o Ministério da Previdência Social, houve uma distorção das comparações por conta do recolhimento de valores referentes ao décimo terceiro salário.