Revolta anti-senegalesa explode em Gâmbia após jogo de futebol

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 8 de junho de 2003 as 21:02, por: cdb

Jovens revoltados armados com cutelos, facas e machados atacaram senegaleses neste domingo, depois de uma agitada partida de futebol entre Gâmbia e Senegal, informaram testemunhas.

Os jovens saquearam vários negócios de propriedade de senegaleses na capital de Gâmbia e outras cidades vizinhas, gritando que matariam qualquer senegalês que cruzasse seu caminho.

Segundo os desordeiros, eles pretendiam vingar a morte de três compatriotas no último sábado, em conflitos de torcedores depois da partida entre as duas seleções, na capital senegalesa Dacar. As autoridades de ambos países negaram as informações.

O ministro do interior do Senegal afirmou que 18 pessoas haviam recebido tratamento depois dos “condenáveis incidentes” do estádio Leopold Sedar Senghor, em Dacar.

Em Banjul, comerciantes senegaleses fecharam suas portas e buscaram proteção. Os desordeiros também depredaram uma escola senegalesa, destruindo computadores e peças de mobília.

O exército dispersou os baderneiros com tiros de aviso e o governo fez um apelo pela calma. As autoridades declararam um toque de recolher até a manhã da próxima segunda-feira.

Dezenas de milhares de senegaleses vivem em Gâmbia, um pequeno país quase que inteiramente circundado pelo Senegal.

O Senegal venceu a partida do último sábado, válida pelas eliminatórias da Copa das Nações Africanas de 2004, por 3 x 1.