Reunião técnica trata sobre a retomada das obras dos viadutos em Porto Velho

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 23 de março de 2012 as 07:25, por: cdb

Tweet

    Uma reunião realizada na tarde desta quinta feira (22), no Palácio Tancredo Neves, sede da administração municipal, tratou sobre a retomada da construção dos viadutos, tão logo passe o período chuvoso. Além do prefeito Roberto Sobrinho e do procurador do Ministério Público Federal, Reginaldo Trindade, participaram do encontro representantes do DNIT, Eletrobrás Rondônia, Polícia Rodoviária Federal (PRF), Semtran, Semur, Sempre e da empreiteira responsável pela execução do projeto.

   “Foi uma reunião técnica com objetivo de ultimarmos os preparativos para a retomada das obras. Nós avaliamos as dificuldades e ajustamos algumas ações a serem realizadas para que os trabalhos avancem mais rapidamente”, declarou Roberto Sobrinho. Segundo o prefeito, para que as obras andem com maior velocidade, faz-se necessário que a Eletrobrás conclua a mudança da rede elétrica e o DNIT pague as indenizações.

   Os representantes da construtora, Leandro Barata e Welber Moura garantem que os viadutos ficarão prontos até o final de 2012, caso sejam sanadas as “interferências” relacionadas à mudança da rede de energia e o pagamento das indenizações. Leandro afirmou que as obras recomeçarão no final de abril, com frentes de trabalho em todos os pontos de construção, da Avenida Jatuarana à Rua Prudente de Moraes.

   Conforme o representante do DNIT, Frank Neto Cordeiro, as desapropriações só dependem da conclusão de novos estudos de avaliação dos imóveis que estão sendo finalizados pelo órgão em Brasília (DF), já que houve questionamento por parte de alguns moradores a respeito dos valores a serem pagos. Ele acredita que tal processo já esteja bem adiantado.

   Marcelo Tavares, um dos representantes da Eletrobrás, informou que a mudança da rede elétrica entre a Faro e o Trevo do Roque deverá ser concluída até o final de abril. No trecho entre o Trevo do Roque e a Prudente de Moraes, os serviços dependem da desapropriação dos imóveis, mas serão agilizados tão logo a situação seja resolvida. Adiantou, ainda, que a Eletrobrás poderá priorizar os pontos críticos identificados pela empreiteira, como forma de garantir o andamento das obras.

   O procurador Reginaldo Trindade fez várias indagações, explicou os trâmites da justiça e também se colocou a disposição das partes envolvidas para, na medida do possível, adotar medidas para que os trabalhos transcorram dentro da normalidade. Ele alertou para as mudanças que deverão ocorrer no trânsito, principalmente no Trevo do Roque e Campos Sales, mas o prefeito adiantou que a Semtran já definiu as rotas alternativas.

   Uma nova reunião foi marcada para o final de maio próximo, quando deverão fazer outras avaliações e agilizar soluções para possíveis “interferências” que venham a surgir nesse período. Roberto Sobrinho agradeceu o empenho de todos.

Por: Augusto José
Fotos: Medeiros

Próximo &gt