Retorno de Chávez provoca alta no preço do petróleo

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 15 de abril de 2002 as 15:26, por: cdb

O preço do petróleo experimentou uma nova alta nesta segunda-feira, atribuída ao retorno de Hugo Chávez à presidência da Venezuela. Na última sexta-feira, o preço do barril havia despencado na Bolsa de Londres, quando Chávez foi deposto pelo comando militar do país. A Venezuela é o quarto maior exportador de petróleo do mundo e o terceiro maior fornecedor do mercado nos Estados Unidos. Por volta das 13h, horário de Londres (9h, horário do Brasil), o barril de petróleo Brent, para entrega em maio, estava sendo negociado a US$ 24,58, uma alta de 29 centavos de dólar por barril.

Opep
Durante a breve ausência de Chávez da presidência, havia a expectativa de que a Venezuela fosse aumentar a sua produção. Mais de 70% do PIB venezuelano provém das receitas proporcionadas pela exportação de petróleo. No entanto, já com o presidente Chávez reempossado, o ministro das Minas e Energia, Alvaro Silva, voltou a garantir que vai manter as exportações do país dentro das cotas acordadas pela Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep). A organização divulgou um comunicado nesta segunda-feira, expressando seu alívio com a volta de Chávez. O secretário-geral da Opep, o venezuelano Ali Rodriguez, viajou para Caracas, onde deve encontrar-se com Chávez.

Volatilidade
A produção e as exportações da Venezuela devem ser reiniciadas já nesta segunda-feira, quando os funcionários da Petróleos da Venezuela S.A. (PDVSA) voltarem ao trabalho. A greve da empresa, que durou três dias e havia sido convocada por tempo indeterminado, foi um dos fatores-chave para a deposição de Chávez, que também enfrentou seis semanas de grandes protestos.

A nova direção da empresa, nomeada por Chávez e rejeitada pelos funcionários, apresentou sua renúncia coletiva no domingo. Os funcionários de nível médio da empresa estavam acusando o governo de politizar a empresa ao nomear um grupo de aliados e não de especialistas na área.