Requião pede que Dilma reconsidere indicação de Bernardo Figueiredo à ANTT 

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 1 de março de 2012 as 14:48, por: cdb

O senador Roberto Requião (PMDB-PR) voltou a questionar, nesta quinta-feira (1°), a recondução de Bernardo Figueiredo à direção-geral da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). Seu nome já foi aprovado pela Comissão de Serviços de Infraestrutura (CI) do Senado e ainda será apreciado pelo Plenário. Para o senador, a recondução de Figueiredo seria “uma homenagem aos malfeitos” enumerados pelo Tribunal de Contas da União (TCU).

De acordo com o senador, o TCU, em auditoria feita a pedido do Ministério Público Federal, encontrou irregularidades na administração da ANTT. Entre elas estariam a contabilização, como investimento, de valores que serão cobrados da União pelas concessionárias no momento de extinção da concessão. O senador requereu à Mesa do Senado o encaminhamento do relatório e do acórdão do TCU à presidente Dilma Rousseff.

– É preciso que a presidenta tome conhecimento desses fatos para poder, talvez, reconsiderar sua indicação. Desde já, me declaro absolutamente contrário à indicação, dentro dos limites da minha responsabilidade de senador – disse.

Requião acrescentou, ainda, que, como servidor público, Bernardo Figueiredo participou da formatação da privatização das ferrovias brasileiras e, em seguida, teria se beneficiado da privatização como empresário.

 – O Sr. Bernardo Figueiredo, trabalhando nas duas pontas, transforma-se em uma espécie de cabrito a cuidar da horta – declarou o senador, que disse estar tentando, como integrante da base do governo, evitar que um erro seja cometido.

Da Redação / Agência Senado