Renúncia em massa no governo japonês

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 22 de setembro de 2003 as 01:20, por: cdb

Os 17 membros do governo do primeiro-ministro japonês, Junichiro Koizumi, apresentaram, nesta segunda-feira, sua demissão, abrindo caminho para que seja feita a segunda reforma do Gabinete.

A renúncia, uma medida protocolar adotada para facilitar o processo de reestruturação, aconteceu depois do Conselho de Ministros matinal. A expectativa é de que Koizumi anuncie já no início da tarde a composição do governo.

Conforme o novo secretário do PLD, Shinzo Abe, nomeado no último domingo para o principal cargo da Executiva do partido, será o próprio Koizumi que decidirá a formação do Ministério.
 
– Será o primeiro-ministro que escolherá os ministros, pois esse é seu estilo. Eu mesmo não sei uma palavra a respeito – garantiu à imprensa.
Esta será a segunda reorganização empreendida por Koizumi desde que foi nomeado primeiro-ministro, em abril de 2001, e acontecerá dois dias após sua reeleição, por folgada maioria, como presidente do Partido Liberal Democrata (PLD), que possui maioria nas duas Câmaras do Parlamento japonês.

No final do dia, o primeiro-ministro apresentará seu novo Governo ao imperador japonês, Akihito.