Renato Rabelo: A indústria como exigência de uma época

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 2 de março de 2012 as 13:49, por: cdb

Uma das grandes bandeiras de nosso programa Socialista, o programa do PCdoB, está relacionada com a construção de um Novo Projeto Nacional de Desenvolvimento para o Brasil. O problema é que sem indústria — tudo que envolve a “luta pelo desenvolvimento” corre o risco de se transformar em pura fantasia — independente do caráter democrático e social do conteúdo do discurso de “país rico é país sem pobreza”.
É neste sentido que devemos saudar o estabelecimento de uma agenda – envolvendo empresários do setor produtivo com as centrais sindicais – de mobilizações e protestos contra a desindustrialização. A primeira ação deste movimento começa em Santa Catarina e deve se espalhar pelas principais cidades do país rapidamente.

Em verdade, não dá mais para esconder que esse fenômeno está atingindo em cheio nosso país e comprometendo seu arsenal produtivo construído em nos últimos 80 anos. Atualmente 25% do que se consome no país é importado. Somos vítimas de uma determinada política fiscal, orçamentária e cambial que cobra um caro preço à própria capacidade do país em enfrentar suas reais dificuldades.

O problema é de fundo, que demanda grande compreensão política. Impossível existir capitalismo, nem tampouco socialismo, sem indústria. A desindustrialização, independente do clima de euforia de alguns sobre o estado atual das coisas, abre brecha para a instalação de uma situação de barbárie nas “periferias do país”. Fechando o circuito de uma trama social que todos sabem como iniciam e poucos vislumbram seu fim.

É por esta compreensão estratégica que temos certeza de que a luta pela indústria, pelo capital produtivo nacional e a própria planificação deste processo não é algo de contorno imediato. É simplesmente uma exigência da época. Condição objetiva ao salto civilizacional que perseguimos.

 

..