Relatório mostra esquema da prostituição infantil

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 21 de setembro de 2003 as 22:47, por: cdb

O serviço de inteligência da Polícia Rodoviária Federal (PRF) do Maranhão concluiu relatório sigiloso sobre o tráfico de menores nas rodovias que cortam o estado ao longo dos últimos anos.
O levantamento foi entregue a CPI da Assembléia Legislativa que apura a exploração sexual de crianças e adolescentes no estado. A PR revela ainda no documento onde se localizam os prostíbulos e quem são os agenciadores do sexo infanto juvenil, que oferecem às adolescentes R$ 10, dos R$ 100 que combram dos “clientes”.

O documentos já está com o presidente da CPI Estadual, a Deputada Helena Heluy, do PT, que o apresentou à comissão. O reletório deve servir de orientação as investigações que se iniciam na terça-feira. Segundo a PR, os donos de casa de prostituição para fugir da fiscalização escondem as adolescentes que são levadas aos encontro mediante pagamento antecipado.

O relatório aponta ainda itens como os principais pontos de encontro, os bares, casas noturnas onde com freqüência acontece a prostituição e o perfil dos freqüentadores. Com o dossiê a comissão deve listar a partir de agora os primeiros depoimentos da audiência pública de 3ª feira, na Assembléia Legislativa do estado.

O deputado César Pires, relator da CPI maranhense, disse que o vereador e pai de santo Sebastião do Coroado, do PFL, que está sob custódia da Polícia no Hospital Ibirapuera, no Cohatrac, não deve ser convocado, pois já foi interrogado pela CPMI do Congresso Nacional recentemente, onde foi acusado de violentar sexualmente uma menor de 13 anos de idade.

A Comissão de Investigação estuda a possibilidade de se deslocar até Brasília para acompanhar o depoimento do deputado maranhense e posteriormente anexá-lo ao relatório final da CPI estadual.