Relatório enviado pela Justiça à Câmara cita Valdemar Costa Neto

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 29 de novembro de 2012 as 16:08, por: cdb

Débora Zampier
Repórter da Agência Brasil

Brasília – O presidente da Câmara dos Deputados, deputado Marco Maia (PT-RS), disse hoje (29) que a única autoridade citada nos documentos da Operação Porto Seguro, enviados ontem pela Justiça Federal, é o deputado Valdemar Costa Neto (PR-SP). Segundo Maia, o conteúdo das cerca de 30 páginas não está sob sigilo e todas as informações já foram abordadas pela imprensa.

“O que aparece são as conversas que vocês já sabem, envolvendo Valdemar Costa Neto. Não há nenhuma outra novidade no material que foi enviado, pelo menos para a Câmara dos Deputados”, disse Maia. Ele falou com jornalistas ao chegar para a posse de Teori Zavascki como ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) nesta tarde.

Parte do material da Operação Porto Seguro foi encaminhado à Câmara e ao Supremo Tribunal Federal (STF) porque trata de autoridades com foro privilegiado. As apurações em relação a essas pessoas não avançaram em São Paulo porque inviabilizaria a investigação, já que todo material teria que ser encaminhado à Brasília. O STF ainda não divulgou se há outras autoridades citadas no esquema.

Investigações preliminares da Polícia Federal apontam que Costa Neto mantinha contato com pessoas investigadas na Operação Porto Seguro, como Paulo Rodrigues Vieira, ex-diretor de Hidrologia da Agência Nacional de Águas (ANA). A Polícia interceptou ligações telefônicas, agendamento de encontros e pedidos de favores.

Edição: Davi Oliveira