Rejeitada segunda emenda que pretendia proibir venda de bebidas na Copa

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 28 de março de 2012 as 22:33, por: cdb

O Plenário rejeitou, por 229 votos a 161 e 1 abstenção, a segunda emenda à Lei Geral da Copa (PL 2330/11) que pretendia proibir a venda de bebidas alcoólicas nos estádios durante a Copa do Mundo. De autoria do PSC, ela tinha uma redação diferente da emenda rejeitada anteriormente, de autoria do PSDB, mas com o mesmo propósito.

O projeto da Lei Geral da Copa disciplina os direitos comerciais da Fifa na realização da Copa do Mundo de 2014 e estabelece privilégios temporários para a entidade. Como os deputados já aprovaram o texto-base do deputado Vicente Candido (PT-SP), eles estão analisando agora os destaques apresentados.

Os deputados rejeitaram, em seguida, destaque do PSDB que pretendia manter vigente, durante a Copa, o artigo do Estatuto do Torcedor sobre venda de bebidas.

Leia a íntegra do texto em votação.

Continue acompanhando a cobertura da sessão.

Tempo real:21:39 – Câmara rejeita emenda que proibia venda de bebida na Copa21:26 – Debates ampliam divergência sobre liberação de bebidas na Copa21:19 – Plenário inicia votação de destaque para proibir venda de bebidas na Copa20:32 – Plenário aprova texto da Lei Geral da Copa20:24 – Oposição critica andamento de obras da Copa20:16 – Líder do governo diz que Copa não vai transformar abstêmio em alcoólatra20:07 – Mesmo fora do texto, liberação de bebida na Copa ainda causa polêmica19:54 – Psol critica excesso de poder da Fifa e anuncia voto contra a Lei da Copa19:38 – Relator termina leitura de parecer sobre a Lei Geral da Copa18:38 – Plenário encerra fase de discussão da Lei Geral da Copa16:42 – Plenário inicia sessão para votar Lei Geral da Copa16:19 – Reunião de líderes confirma acordo para votação da Lei da CopaÍntegra da proposta:PL-2330/2011Reportagem – Carol Siqueira
Edição – Pierre Triboli