Reforma tributária chega ao Senado depois de aprovada na Câmara

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 25 de setembro de 2003 as 13:17, por: cdb

A proposta de reforma tributária chegou ao Senado e deve ser aprovada até o final deste ano. O presidente da Câmara, João Paulo Cunha (PT-SP), entregou nesta quinta-feira ao presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), o texto aprovado em dois turnos na Casa.

– A Câmara dos Deputados, o parlamento e a sociedade saem fortalecidos, porque a reforma foi muito discutida com a participação de todos os partidos, e a Câmara concluiu em tempo recorde os seus trabalhos – ressaltou Paulo Cunha. O senador José Sarney disse, por sua vez, que espera concluir a votação da mtéria até o final do ano.

Sobre as críticas feitas pelos governadores ao texto, João Paulo ponderou que a reforma no seu conjunto é boa para o país. “Criticam o Fundo de Desenvolvimento Regional, mas o Fundo não existia. Então, em razão do que não existia, ele é bom. Não é possível pegar a crítica de uma árvore e tentar comprometer a floresta toda”, afirmou.

Segundo o presidente do Senado, com as duas reformas – previdenciária e tributária – o país vai poder usufruir delas “aquilo que ele necessita, que é a retomada do desenvolvimento econômico”. O senador acrescentou que as expectativas da Casa em relação à reforma tributária são bem mais profundas que as da Previdência, uma vez que o Senado é a casa da Federação e a reforma tributária trata da partilha dos tributos. Por isso, segundo ele, a participação dos parlamentares deve ser bem maior.

Segundo Sarney, as reivindicações dos governadores em relação à proposta serão ouvidas, mas a reforma a ser feita será aquela de “interesse do país”.