Reforma agrária: Mais 51 áreas desapropriadas em 12 estados

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 27 de novembro de 2005 as 00:52, por: cdb

O Diário Oficial da União (DOU) deste sábado traz decretos de desapropriação de 51 imóveis rurais, totalizando 144,5 mil hectares em 12 estados, para fins de reforma agrária. Os imóveis estão localizados em Alagoas, Goiás, Maranhão, Pernambuco, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Paraíba, Piauí, Rio de Janeiro, Sergipe e Tocantins.

Alagoas teve o maior número de áreas desapropriadas, 22 ao todo, somando mais de 10,7 mil hectares. Todos os imóveis rurais desapropriados no estado fazem parte do chamado Complexo Agrisa, que foi à falência na década de 1990 e demitiu milhares de famílias que trabalhavam com produção de açúcar e álcool.

Segundo os trabalhadores do complexo, cerca de 42 mil casas foram derrubadas pelos proprietários das 35 fazendas que compunham o empreendimento para que eles não alegassem a posse da terra. As primeiras fazendas desapropriadas já viraram assentamento e estão produzindo. Apenas poucas áreas, que abrangem três cidades da zona açucareira, ainda não foram repassadas ao Incra porque estão sendo analisadas pela justiça.

Em Minas Gerais, as desapropriações de duas fazendas, localizadas nas cidades de Felisburgo, no Vale do Jequitinhonha, e Mathias Lobato, no Vale do Rio Doce, encerram as disputas pelas áreas. A fazenda São Geraldo, em Felisburgo, foi vistoriada pelo Incra em novembro de 2004 e a fazenda Candelária, em Mathias Lobato, foi vistoriada em outubro do ano passado. As duas foram consideradas grandes propriedades improdutivas.