Redes contarão com ações regionalizadas

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 23 de março de 2012 as 09:30, por: cdb

23/03/2012 12:05:44

Foi realizada quinta-feira, 22, a reunião da Central das Redes de Atendimento à Criança e Adolescente. Os representantes das entidades e das secretarias da Prefeitura Municipal de Porto Alegre abordaram o alinhamento dos territórios de proteção, vinculados às áreas de educação, saúde e assistência social.

A situação da exploração sexual infantil nas imediações do Porto Seco foi apresentada pela equipe técnica da Fasc. Após o diagnóstico do problema, os participantes levantaram uma série de propostas para enfrentamento e reversão da situação nas proximidades da Vila Vitória da Conquista e Porto Novo. Entre os proposições estão a construção de um posto de saúde com apoio do Governo Federal, a criação de uma escola sinfônica e ações integradas com das áreas segurança pública, assistência social, educação e saúde.

Durante o encontro, o secretário de Governança, Cezar Busatto, fez uma abordagem sobre a necessidade da implementação do atendimento regionalizado para crianças e adolescentes. “Vamos desenvolver ações territeriolizadas de Governança para qualificar o atendimento das crianças e adolescentes em situação de risco com apoio das entidades e dos órgãos responsáveis”, disse.  No final do encontro os representantes das redes e da prefeitura priorizaram a criação de duas novas redes proteção, sendo uma da Nova Chocolatão e outra da Grande Santa Rosa.

Entre os participantes estavam o secretário de Governança, Cezar Busatto, Carla Guerreiro, gerente do Programa Lugar de Criança é na Família na Escola – GPE, Carlos Kieling, coordenação da Saúde Mental da SMS, Márcia Gil Rosa, coordenadora da assessoria as redes pela Smed, Leci Matos, presidente do CMDCA, Salte Alminiana, coordenadora geral do Conselho Tutelar de Porto Alegre, Mariana Rigatti e Joana Flores, coordenadoras da Central Redes de Atendimento às Crianças e Adolescentes da FASC e do coordenador de Políticas Públicas para Crianças e Adolescentes da SMGL, Carlos Simões Filho.

Texto de: Ocimar Pereira
Edição de: Álvaro Luiz Oliveira Teixeira
Autorizada a reprodução dos textos, desde que a fonte seja citada.