Rede de iluminação pública da cidade passa por reformulação

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 27 de março de 2012 as 09:19, por: cdb

Rede de iluminação pública da cidade passa por reformulação

O Departamento de Iluminação Pública (Ilume), vinculado à Secretaria Municipal de Serviços, iniciou em dezembro de 2011 a remodelação de 255 mil unidades de iluminação e a instalação de mais 17,5 mil novos pontos por toda a cidade. Desse total, 13.500 pontos já foram renovados e 1.500 instalados até o momento.

A cidade de São Paulo tem um dos maiores parques de iluminação pública do mundo e agora mais da metade de suas 560 mil lâmpadas já está em substituição por luminárias mais eficientes. O Departamento de Iluminação Pública (Ilume), vinculado à Secretaria Municipal de Serviços, iniciou em dezembro de 2011 a remodelação de 255 mil unidades de iluminação e a instalação de mais 17,5 mil novos pontos por toda a cidade. Desse total, 13.500 pontos já foram renovados e 1.500 instalados até o momento.

Os trabalhos fazem parte de um programa de investimentos que a Prefeitura de São Paulo vem promovendo, para melhorar e promover mais eficiência em toda a rede de iluminação pública. Desde dezembro passado o Ilume tem dado prioridade para a renovação de pontos mais antigos e com maior incidência de solicitações para reparos, enquanto as novas instalações vêm sendo feitas prioritariamente em regiões periféricas.

Todas as 31 subprefeituras já foram atendidas e continuarão recebendo melhorias na iluminação de suas vias. A remodelação consiste nos serviços de substituição de lâmpadas de vapor de mercúrio ou aquelas com mais tempo de vida útil e menor potência, além da troca das luminárias, dos braços de sustentação das luminárias, e de reatores, se houver necessidade. Já a ampliação é feita com a instalação de todo o conjunto da luminária, além dos braços de sustentação, cabos, reatores e, em alguns casos, até mesmo postes metálicos. Tanto nos casos de ampliação, como nos de remodelação, as lâmpadas utilizadas são de vapor de sódio, mais intensas e claras que as de mercúrio. Em alguns locais como praças ou vias de fluxo mais intenso, são empregadas luminárias de vapor metálico, que primam por realçar os contrastes.

Das 560 mil lâmpadas da rede de iluminação pública da capital paulista, 50% do total já conta com lâmpadas de vapor de sódio e os trabalhos de remodelação e ampliação continuarão gradativamente. As solicitações para remodelação ou ampliação devem ser feitas na subprefeitura da região, preenchendo o formulário SAIP (Solicitação de Ampliação e Remodelação de Iluminação Pública). Após o pedido, o Ilume analisará a necessidade do local, avaliando os índices de luminosidade dos pontos, viabilizando a instalação ou substituição das unidades.

Cadastramento da rede

Somado aos investimentos de reformulação e ampliação, o Ilume recentemente deu início a um complexo trabalho de cadastramento de toda a rede de iluminação da cidade, que já está permitindo um diagnóstico sobre as necessidades do sistema, bem como sua melhoria e expansão. Essa ferramenta permite uma queda significativa nos tempos de análise de viabilidade para a implantação de novos pontos de iluminação e ainda fornece toda a base de dados e mapas necessários para a execução de projetos luminotécnicos e elétricos do sistema.

Até o momento, 250 mil unidades já passaram pelo processo que deve terminar até setembro de 2012.