Reconstituição do caso Chang será nesta sexta-feira

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 26 de setembro de 2003 as 10:08, por: cdb

A morte do comerciante chinês Chan Kim Chang será reconstituída nesta sexta-feira no Rio de Janeiro. Chang teria sido torturado na carceragem do Presídio Ary Franco.

Os trabalhos de reconstituição começam às 13h. A perícia foi decidida em uma reunião entre os delegados da Delegacia de Homicídios que investigam o caso e o diretor-geral de Polícia Técnica, Roger Ancillotti.

Chang foi preso no dia 25 de agosto e, dois dias depois, levado desacordado para o Hospital Salgado Filho. Ele morreu no dia 4 passado, devido a várias lesões, entre elas traumatismo craniano. Seis agentes penitenciários estão presos. O diretor e o vice-diretor do Ary Franco foram afastados.

Chang vivia no Brasil desde 1983. Há três anos, ele resolveu ir para os Estados Unidos porque achava que teria melhores condições para sustentar a família e ajudar os irmãos. A viúva, Wong Bi Chang, conta que, no fim de julho passado, o marido voltara ao Brasil para vender uma pastelaria. Com o dinheiro, ele pretendia dar entrada na compra de uma casa em San Diego.