Reconhecimento da população agrada presidente do Inmetro

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 3 de fevereiro de 2005 as 15:43, por: cdb

O presidente do Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro), vinculado ao Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, João Jornada, considerou “extremamente positivo” o resultado de recente pesquisa elaborada pelo Ibope, segundo a qual 89% da sociedade confiam no Inmetro.

– Esse resultado nos dá grande satisfação. O Inmetro é reconhecido por 65% dos brasileiros, dos quais 89% confiam na instituição – afirmou Jornada, em entrevista à Agência Brasil.

Os números vêm subindo ao longo dos anos. Em 1992, o índice era de 42%.

– Isso mostra o trabalho constante, contínuo, que o Inmetro vem fazendo. Mostra que a gente está na direção certa, que o nosso trabalho está tendo resultado – analisou.

Jornada esclareceu que o fato de 89% das pessoas que conhecem o Inmetro confiarem no órgão é muito importante porque o Instituto trabalha com confiança.

– E a metrologia representa de certa maneira a agregação de confiança a instrumentos e processos de medição e às características de produtos e processos. Então, todo o negócio do Inmetro gira em torno de prover confiança às medições, produtos e processos – disse.

A pesquisa registra também que 61% das pessoas que conhecem o Inmetro e sabem como ele opera levam em conta as informações do instituto antes de adquirir qualquer produto ou serviço. Para Jornada, os números refletem um campo de atividade do Inmetro que é muito visível, ligado à proteção do consumidor, à proteção da cidadania, do meio ambiente, à regulação de justa relação de troca, que é a área da qualidade, da metrologia legal.

Ele lembrou, entretanto, que além desse campo de atividade, refletido por uma pesquisa geral junto à população como essa, existem atividades mais focadas no segmento industrial, na área da metrologia científica, por exemplo, onde o Inmetro está se alinhando muito agora com a política industrial, com o objetivo de desempenhar um papel muito importante também como agente de desenvolvimento industrial.