Rebelião tâmil organiza dia de luto às vítimas do maremoto

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 24 de janeiro de 2005 as 06:59, por: cdb

A rebelião tâmil do Sri Lanka anunciou, nesta segunda-feira, que organizará na quarta-feira um dia luto nacional em homenagem às vítimas do maremoto de 26 de dezembro, que provocou quase 31.000 mortes na ilha.

Os Tigres de Libertação do Eelam Tâmil (LTTE), movimento que há 30 anos luta pela autonomia do nordeste da ilha, de maioria tâmil, “declaram o 26 de janeiro dia de luto nacional em homenagem àqueles que perderam a vida na catástrofe da tsunami nas regiões tâmeis e nas outras regiões da Ásia do sul”, anunciaram os rebeldes em um comunicado.

Segundo os Tigres, 25.000 pessoas morreram nas regiões tâmeis. O governo menciona 6.000 mortos de um total de 30.957 no país. Mais de 5.000 pessoas seguem desaparecidas e quase 400.000 estão desabrigadas, segundo os números oficiais.

Os rebeldes acusam o governo de favorecer a maioria cingalesa na distribuição da ajuda e de desviar a mesma para comprar armas, alegação que Colombo nega categoricamente.

O processo de paz no país está paralisado desde abril de 2003. O conflito deixou mais de 60.000 mortos em 30 anos no Sri Lanka.