Real Madrid goleia e lidera grupo C

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 25 de setembro de 2002 as 20:52, por: cdb

O Real Madrid goleou o Genk por 6 x 0, nesta quarta-feira, e disparou na liderança do grupo C da Liga dos Campeões da Europa. Mesmo sem Zidane e Ronaldo, o time espanhol mostrou toda a sua força e deu espetáculo para os torcedores que lotaram o estádio Santiago Bernabeu.

No outro jogo do grupo, em Atenas, na Grécia, o AEK não passou de um 0 x 0 com a Roma, resultado que foi ruim para ambas as equipes. Agora, o Real Madrid lidera com seis pontos ganhos, quatro a mais do que o AEK, que tem dois. Roma e Genk têm um apenas um ponto.

A próxima rodada acontece no dia 3 de outubro, já na semana que vem. O AEK recebe o líder Real Madrid, em Atenas, enquanto o Genk joga em casa contra a Roma.

Real Madrid x Genk

Sem Zidane e Ronaldo, o Real Madrid não inciou bem a partida contra o Genk. Mesmo atuando no estádio Santiago Bernabeu lotado de torcedores, o time espanhol nem parecia possuir alguns dos melhores jogadores do mundo.

Bem fechado na defesa, o Genk anulou a saída de bola do Real, exercendo forte marcação no meio-campo. Pouco inspirados, Roberto Carlos e Figo não conseguiam abrir espaços na defesa belga, deixando a equipe sem poder ofensivo.

Explorando os contra-ataques, o Genk teve duas boas chances de sair na frente. Aos 42min, Dearden cruzou na área, e Dagano chutou de primeira para fora. Um minuto depois, o goleiro Casillas saiu jogando errado e deu de graça para Dagano, que bateu por cima do gol.

Quando o time belga parecia dominar o jogo, o Real Madrid mostrou toda a sua força. Em apenas dois minutos, fez dois gols e praticamente definiu a partida.

Aos 44min, Guti aproveitou sobra de bola e chutou forte. A bola tocou no zagueiro Zokora e enganou o goleiro do Genk. No lance seguinte, Figo tabelou com Raúl na área. Salgado aproveitou a sobra e marcou o segundo.

O Real voltou para o segundo tempo disposto a matar o jogo nos primeiros minutos. Logo aos 10min, Helguera foi derrubado na área. Figo cobrou bem o pênalti e ampliou para 3 x 0.

Nove minutos depois, Celades cruzou na área, e Guti completou de cabeça para fazer o quarto dos espanhóis. Aos 29min, Raul fez jogada pela direita, cruzou para o meio e Celades bateu forte, fazendo 5 x 0. Raúl, que ainda não havia marcado, acertou um belo chute da entrada da área e fechou o placar.

AEK X Roma

Mesmo jogando fora de casa, tendo que enfrentar a barulhenta torcida grega, a Roma começou melhor a partida e dominou o primeiro tempo. Bastante acionado, Cafu foi uma das principais armas do time italiano, que explorava também a velocidade do atacante Montella.

Preso na eficiente marcação da Roma, o AEK não conseguia ameaçar o gol de Antonioli. Apesar do domínio, porém, o time italiano ficou só na pressão, sem conseguir inaugurar o placar.

Na única chance que teve, aos 34min, o AEK quase marcou. Batistuta perdeu uma bola no ataque e armou o contra-ataque grego. A bola chegou até Nikolaidis, que bateu cruzado, rente à trave.

A resposta da Roma veio três minutos depois: Batistuta lançou Emerson na área, mas o brasileiro tentou um voleio e jogou para fora. O time italiano checou a marcar com Montella, aos 43min, mas o árbitro anulou, marcando impedimento.

No segundo tempo, os donos da casa apertaram o ritmo, buscando mais o gol. Apesar disso, o que predominava era a forte marcação de ambas as equipes, deixando o jogo truncado, com poucas oportunidades de gol.

O AEK ainda teve um pênalti claro a seu favor não marcado pelo árbitro, e a Roma acertou a trave grega no último minuto de jogo, mas o placar ficou mesmo no 0 x 0.