Real Madrid e Arsenal dão vexame e são eliminados

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 6 de abril de 2004 as 21:48, por: cdb

Considerados favoritos ao título, Real Madrid e Arsenal protagonizaram dois vexames nos jogos de volta das quartas-de-final da Copa dos Campeões, nesta terça-feira. As equipes não souberam aproveitar as vantagens que tinham e foram eliminadas por Monaco e Chelsea, respectivamente.

No estádio Louis II, o Real poderia até perder por um gol de diferença, pois havia vencido por 4 a 2 na capital espanhola. A equipe ainda saiu na frente com um gol de Raúl, mas levou a virada. Comandado por Giuly, o Monaco reagiu, fez 3 a 1 e conseguiu uma classificação histórica.

Pela primeira vez em cinco temporadas, o Real Madrid não chega à semifinal da Copa dos Campeões.

Este não é o primeiro insucesso do time madrilenho na temporada. A equipe perdeu a Copa do Rei para o Zaragoza, em março.

O Real deu impressão que avançaria sem problemas. Aos 35min, Ronaldo fez jogada individual pela esquerda, tocou para o meio, Guti deixou passar e Raúl completou de primeira.

A vantagem dos espanhóis não intimidou o Monaco, que chegou à igualdade nos acréscimos da etapa inicial. Giuly recebeu passe preciso de Morientes na entrada da grande área e acertou de primeira, sem chances para Casillas.

No início do segundo tempo, aos 2min, os donos da casa viraram o placar. Após cruzamento alto na área, Morientes subiu sozinho e tocou de cabeça por cima de Casillas.

Giuly voltou a brilhar. Aos 21min, Ibarra cruzou da direita, e jogador, na entrada da pequena área, tocou de letra e para ampliar a vantagem.

O Monaco continuou melhor e ainda chutou duas bolas na trave. O Real teve um gol de Raúl corretamente anulado.

Em Londres, o Arsenal decepcionou seus torcedores em pelo Highbury. Depois de um empate por 1 a 1 no jogo de ida, o time dos brasileiros Edu e Gilberto Silva poderia até ficar no 0 a 0.

Nos minutos finais do primeiro tempo, o Arsenal abriu o placar. Lauren cruzou da direita, Henry tocou de cabeça e Reyes chutou para marcar.

A necessidade da vitória fez com que o Chelsea voltasse mais ofensivo. Aos 5min, Makelele chutou forte, o goleiro Lehamann espalmou, e no rebote Lampard empatou.

O resultado levaria a partida para a prorrogação. No entanto, a três minutos do fim, Bridge tabelou com Gudjohnsen, entrou pela esquerda e chutou cruzado para fazer o gol da classificação.

Esta foi a segunda eliminação do Arsenal em três dias. No domingo, o time londrino foi eliminado da Copa da Inglaterra ao perder por 1 a 0 para o Manchester United.

Na semifinal da Copa dos Campeões, Chelsea e Monaco se enfrentam.