Reajuste só repõe perdas do sétimo ano, diz sindicalista

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 10 de agosto de 2001 as 16:34, por: cdb

O diretor da Confederação Nacional dos Servidores Públicos Federais, Vladimir Nepomuceno, considera insuficiente o reajuste anunciado pelo governo federal para os servidores federais. “Se for verdade, este reajuste de, no máximo, 10% só repõe as perdas de 2001”, sentencia ele, reafirmando que as perdas de sete anos sem reajuste são de 75,48%.

O sindicalista que entra agora em reunião com o senador Waldeck Ornelas (PFL), diz que o reajuste não muda a decisão do movimento de paralisar os serviços. Segundo ele, este anúncio já era previsto devido ao pronunciamento do Supremo Tribunal Federal obrigando o reajuste para este ano. Nepomuceno se diz curioso sobre o interesse do senador pefelista no movimento dos servidores federais. “Ele tomou a iniciativa de convidar-nos alegando poder ajudar por ter sido ministro da Previdência”, afirmou o sindicalista.

Hoje, os servidores do Instituto Nacional de Securidade Social deflagrou uma greve que já tem a adesão dos técnicos administrativos das universidades federais. Os demais servidores entram em greve no dia 22.