Reajuste de tarifas da Light deve ficar em torno de 6%

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 14 de outubro de 2003 as 19:24, por: cdb

O reajuste na tarifa da Ligth deve ficar em torno de 6%, conforme foi informado durante audiência pública realizada pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) para discutir a revisão tarifária da distribuidora de energia do Rio. O índice fixado preliminarmente pela Aneel foi de 6,15%. O ajuste entra em vigor no dia sete de novembro e vai depender de fatores como o Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M) e taxa de câmbio.

A Light, no entanto, alega que o reajuste de 6,15% proposto pela agência reguladora é insuficiente. De acordo com a Aneel, caso os cálculos fossem baseados nos dados da Light, o reajuste aplicado seria de 51%. A empresa diz que tem um índice de inadimplência de 7%, enquanto o índice da Aneel é de 0,5%.

A distribuidora questiona ainda o conceito de empresa modelo usado no processo de revisão da agência. Para o órgão regulador, a empresa de referência teria um custo de R$ 482,9 milhões, enquanto a Light diz que seu custo chega a R$ 944,7 milhões.

Cerca de 38 expositores participaram da audiência pública, realizada pela Aneel para ouvir a opinião sobre o reajuste.