Rappers ganham de Elvis Presley nas paradas

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 16 de outubro de 2003 as 22:33, por: cdb

O rap superou o rockabilly na quarta-feira, quando o álbum mais recente do músico de hip-hop Ludacris liderou as paradas pop americanas e uma nova coletânea de clássicos de Elvis Presley ficou em terceiro lugar. O terceiro disco de Ludacris, “Chicken-n-beer”, vendeu 430 mil cópias na semana que terminou em 12 de outubro.

É a melhor marca da carreira do rapper, que causou polêmica no verão passado quando a Pepsi-Cola americana tirou do ar um comercial de TV de 30 segundos com ele, alegando ter recebido reclamações de consumidores sobre as letras das canções do cantor, sexualmente explícitas e repletas de palavrões.

O álbum “Elvis 2nd to none”, seqüência de uma coleção lançada no ano passado, vendeu 181 mil cópias na primeira semana nas lojas, entrando na lista Billboard Top 200 no 3° lugar, atrás de Ludacris e Outkast, 26 anos após a morte do cantor.

O resultado, porém, foi decepcionante, em vista do enorme sucesso da última compilação lançada dos trabalhos do Rei do Rock’n’Roll, “ELVIS 30 #1 hits”, que vendeu 500 mil cópias em sua primeira semana nas lojas e liderou as paradas em dezenas de países.

Completam os Top 10 “Sacred love”, de Sting, “Too hot for T.V.”, do grupo feito para a MTV Bad Boys Da Band, “R in R&B collection, vol. 1”, de R. Kelly, “Metamorphosis”, de Hilary Duff, e “Long road”, da banda de rock canadense Nickelback.