Questão nuclear faz aumentar a tensão entre os EUA e a Coréia do Norte

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 27 de dezembro de 2002 as 10:44, por: cdb

Informações contraditórias foram divulgadas nesta sexta-feira sobre uma decisão que teria sido tomada pelo governo da Coréia do Norte de expulsar do país os inspetores da ONU (Organização das Nações Unidas). A agência oficial de notícias da Coréia do Sul, Jonhap, citando um anúncio que teria sido veiculado pela agência de notícias da Coréia do Norte, a KCNA, afirmou que o governo norte-coreano não acreditava que a monitoração era ainda necessária e, por isso, resolveu exigir a retirada dos inspetores.

A decisão, se for realmente confirmada, iria prejudicar ainda mais as relações entre os Estados Unidos e o país comunista, que recentemente reativou um reator nuclear.

No entanto, um porta-voz da Agência Internacional de Energia Atômica (IAEA, na sigla em inglês) disse à BBC que a agência ainda não tinha confirmação da decisão. A porta-voz afirmou que o governo norte-coreano não havia informado nada aos inspetores.

A IAEA tem dois inspetores trabalhando na Coréia do Norte.

Os técnicos norte-coreanos já retiraram os equipamentos de monitoração e lacres instalados pela IAEA em Yongbyon, onde fica o reator que está sendo reativado pela Coréia do Norte.