Queniano é condenado por matar e devorar a mulher

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 25 de janeiro de 2005 as 16:52, por: cdb

Um tribunal do Quênia condenou à morte um homem da tribo Maasai por ter matado a facadas sua mulher grávida e depois de ter comido seu fígado e uma parte de seu coração.

Os policiais que prenderam Lolwakenju Lengironi em setembro de 2001, em uma favela de Nairóbi, o encontraram com sangue na boca, ao lado do corpo mutilado de sua mulher, afirmaram documentos do tribunal.

Testemunhas do julgamento afirmaram que ele esfaqueou a mulher no peito durante uma discussão. Mas os promotores não deram nenhum motivo para o assassinato, apontaram os documentos.

Os advogados do réu argumentaram que ele estava sob efeito de álcool e fora de controle no momento, mas o júri rejeitou a tese. Lengironi tem 14 dias para apelar da sentença.