Quebrado sigilo dos acusados de desviar US$ 33,4 milhões no Rio

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 16 de janeiro de 2003 as 00:53, por: cdb

O juiz Lafredo Lisboa, da 3ª Vara Federal Criminal, aceitou o pedido de quebra dos sigilos bancário e fiscal do ex-subsecretário de Administração Tributária do Estado, Rodrigo Silveririnha Corrêa, e de outros sete envolvidos no escândalo de desvio de US$ 33,4 milhões, depositados em contas na Suíça.

O magistrado atendeu o pedido do Ministério Público Federal, feito nesta quarta-feira, em aditamento à medida tutelar em que requereu o seqüestro dos recursos por 120 dias. Na mesma decisão, por iniciativa própria, o juiz tornou indisponíveis todos os bens, direitos e valores do acusados.

A pedido do Ministério Público Federal, o juiz também deferiu o pedido de bloqueio e repatriamento dos depósitos feitos em contas na Suíça em nome dos oito envolvidos no caso. Com o equivalente a US$ 33,4 milhões, as contas guardam o suposto resultado de extorsões e desvios de dinheiro ocorridos na Secretaria da Fazenda do Rio. Ontem, a Justiça suíça já bloqueara os recursos, mas a iniciativa do Brasil é fundamental para que o dinheiro seja devolvido.