Quatorze membros da segurança iraquiana são mortos

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 17 de janeiro de 2005 as 08:44, por: cdb

A pouco menos de duas semanas para as eleições, insurgentes tentam impedir a realização do pleito, com ações que têm como alvo policiais e autoridades iraquianas. Nesta segunda-feira, 14 membros das forças de segurança iraquianas foram mortos em diferentes ataques ao norte do país.

Homens armados atacaram um posto de patrulhamento da Guarda Nacional iraquiana, matando ao menos sete policiais, informaram as autoridades. O ataque aconteceu em Baquba, 65 km ao norte da capital.

Outros sete policiais morreram e 15 ficaram feridos na explosão de um carro-bomba diante de uma delegacia da cidade de Baiji, 200 km ao norte de Bagdá, informou o tenente-coronel Hasan Salah.

– Um carro modelo Caprice conseguiu passar pelo posto de controle e o suicida lançou seu veículo contra a entrada da delegacia, provocando uma forte explosão. – explicou o oficial.

Durante o fim de semana, rebeldes realizaram ataques em cidades que eram consideradas “seguras” pelo governo iraquiano e soldados americanos, ao sul do país.

Ao menos 17 pessoas foram mortas ontem em Kut e Suwaria, ao sul, incluindo três policiais iraquianos e três membros da Guarda Nacional iraquiana, que morreram em ataques em separado.

Na noite de ontem, o capitão de polícia Shakir Aboud foi morto e outro policial ficou ferido quando o veículo em que estavam foi atingido por uma bomba colocada na estrada, em Numaniyah, 140 km ao sul da capital. As informações foram divulgadas pos funcionários de um hospital local.

Aparentemente, os rebeldes tentam bloquear as estradas que ligam essa região do país com a capital.