Publicação revela importância de Magé no cenário histórico

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 25 de janeiro de 2012 as 12:44, por: cdb

A primeira ferrovia do Brasil, o pioneirismo no transporte que interligou a cidade do Rio à Petrópolis, variedade de pontos turísticos, riquezas culturais e naturais, além da biodiversidade presente no ecossistema local são alguns dos destaques presentes no livro “Conhecendo Magé”, recém lançado pelos autores e também professores, Izabel Contarato Soares e Sérgio Nascimento.

O projeto surgiu a partir da necessidade que ambos identificaram ao buscar referências e bibliografia que contivessem os registros do Município. “O objetivo é fechar uma lacuna e oferecer, especialmente aos alunos, informações atualizadas sobre Magé”, disse Izabel. O colega de publicação complementou que a ideia é “um livro que atendesse a classe estudantil, que servisse para ser recomendado, como se fosse de pesquisa”, observou Sérgio. A partir daí foram três anos de pesquisa em arquivos da Biblioteca Nacional, Universidade de Brasília, Real Gabinete Português de Leitura e visitas em outros estados, como Minas Gerais e Paraná. A internet foi outra fonte utilizada para compilação dos dados que recheiam as 167 páginas da publicação.

 

“Conhecendo Magé” destaca a história local e pretende, segundo os autores, se tornar uma provocação que leve a população a se interessar pelo próprio município assim como “levantar material histórico que está sob o poder dos cidadãos e recuperar a memória de Magé”, de acordo com Sérgio que destacou entre as curiosidades sobre a cidade, a importância do distrito de Santo Aleixo na área industrial que já teve as maiores produtoras no setor têxtil da América do Sul, e ainda quatro cervejarias.

Imagens também retratam as maravilhas naturais, pontos turísticos e construções históricas que datam do Brasil Império e República, a estação da Guia de Pacobaíba, onde está localizada a primeira ferrovia nacional que interligava o Rio até Mauá, em que a comitiva imperial seguia de charrete até a Região Serrana, através da antiga estrada em Piabetá que leva até o Alto da Serra, em Petrópolis.

Barão de Mauá, o Barão de Langsdorff e a Fazenda da Mandioca são outros assuntos presentes em “Conhecendo Magé” que através de documentos históricos reforçam e confirmam o município como referência histórica. O livro foi publicado no último dia 06 de janeiro.