Próximo fórum que discutirá o futuro da internet será no Rio

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 4 de novembro de 2006 as 10:04, por: cdb

O próximo Fórum para a Governança da Internet, que discute o futuro da rede, está marcado para o Rio de Janeiro, de 12 a 15 de novembro de 2007.

O último fórum terminou na terça-feira, em Atenas, depois de três dias de discussões entre 1,5 mil representantes de governos, corporações e organizações internacionais, acadêmicos e representantes da sociedade civil organizada sobre idéias e experiências sobre questões relacionadas à internet.

O primeiro encontro foi convocado pelas ONU durante a Cúpula Mundial sobre a Sociedade da Informação, em novembro de 2005, na Tunísia, devido à dimensão que a web acabou ganhando no encontro.

Um tema especialmente polêmico, mas solenemente ignorado em Atenas, é o controle dos Eua sobre a web. O assessor do conselho diretor da Anatel e integrante do comitê organizador do fórum, José Alexandre Bicalho, espera que a questão seja aprofundada no evento do ano que vem.

“Foi o tema que deu origem à todas as discussões e deve ser atacado de frente, não pode ser jogado para baixo do tapete”, acredita.

No Brasil, outra questão que deve ganhar destaque é a democratização do acesso à Internet. Bicalho diz que devem ser criados grupos pra discutir temas centrais antes do fórum, de forma a levar as questões já encaminhadas para o debate.

“Esperamos que o fórum evolua para que possa produzir algumas recomendações, alguns resultados mais práticos. Há várias questões, como a segurança, que não podem ser resolvidas nacionalmente, dependem de uma coordenação internacional”, avalia.

Hegemonia

Atualmente, a administração da rede mundial é feita pelo Icann (sigla em inglês para Corporação da Internet para Nomes e Números Designados), organização norte-americana sem fins lucrativos ligada ao Departamento de Comércio.

É o Icann que distribui os números de IP e que controla os domínios na internet (as siglas .com, .com.br, .org e .net ao final dos endereços eletrônicos).