Propostas do primeiro PPP do governo de SP serão entregues na quarta

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 10 de janeiro de 2005 as 14:55, por: cdb

Na quarta-feira (12) o governo de São Paulo recebe as propostas do primeiro projeto de Parceria Público-Privada (PPP). Trata-se da licitação de construção e operação de dois postos do Poupatempo, em Osasco, na Grande São Paulo, e em Santos, no litoral. Os dois projetos estão orçados em R$ 86 milhões (R$ 37 milhões para Santos e R$ 49 milhões para Osasco) e os parceiros serão definidos num prazo de 20 a 30 dias após a entrega das propostas.

Segundo o governador do Estado, Geraldo Alckmin (PSDB), o vencedor da concorrência será aquele que oferecer o conjunto de melhor tecnologia e menor taxa para prestar serviços, como carteiras de identidade e trabalho e atendimento público de concessionárias e autarquias.

– Consideraremos também os critérios de localização dos postos – afirmou o governador, ao enfatizar que o Estado estabelecerá as diretrizes e os padrões de operação e atendimento, enquanto o parceiro privado receberá pela prestação de serviços.

Alckmin comemorou hoje a marca de 100 milhões de atendimentos feitos pelo Poupatempo no Estado e garantiu que, se não houver nenhum problema de contestação judicial na decisão de escolha dos dois parceiros, os novos postos entrarão em funcionamento no meio deste ano. “O importante da PPP, neste caso, é que o Estado consegue o investimento inicial dos empreendimentos, feitos pelo setor privado, já que a operação é mais simples”, disse.