Pronatec privilegia ensino privado, avalia deputado

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 31 de agosto de 2011 as 13:27, por: cdb

O deputado Ivan Valente (Psol-SP) criticou há pouco a proposta do governo em análise na Câmara que prevê mecanismos de expansão do ensino tecnológico e profissional (Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego, o Pronatec – PL 1209/11). “Essa proposta privilegia a transferência de recursos públicos para instituições privadas, de baixa qualidade. O certo seria ampliarmos a rede de ensino estatal e na sua qualidade”, argumentou.

O projeto do governo prevê o custeio de cursos oferecidos pelo Sistema S e o financiamento do ensino na rede privada, além da ampliação de vagas nas redes públicas. A crítica foi declarada antes da votação de requerimento do Psol com o objetivo de adiar a votação da proposta. O adiamento foi rejeitado há pouco e o projeto segue em votação pelo Plenário.

Valente também acredita que a medida não deve melhorar os índices de emprego no País. “O desemprego não está ligado somente à capacitação profissional, mas também, e principalmente, ao projeto de desenvolvimento econômico de um país”, justificou.

Projeto estratégico
Fátima Bezerra (PT-RN) discordou de Valente e classificou de “estratégica” a proposta. “A Câmara, ao aprovar o Pronatec, vai assegurar 8 milhões de vagas na educação profissional – combinando a boa formação geral com a sólida formação do ensino profissionalizante”, disse.

Tempo real:16:07 – Plenário começa discussão do projeto do Pronatec15:59 – Plenário inicia Ordem do Dia para votar projeto que cria o Pronatec09:15 – Plenário pode votar nesta tarde projeto que cria o PronatecReportagem – Carolina Pompeu
Edição – Newton Araújo