Promotor denuncia quatro acusados de matar João Hélio

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 26 de fevereiro de 2007 as 19:31, por: cdb

O promotor José Luiz Ferreira Marques, da 1ª. Vara Criminal de Madureira, no subúrbio do Rio, vai apresentar nesta terça-feira denúncia contra os quatro adultos suspeitos da morte do menino João Hélio Fernandes Vieites, 6 anos. Nesta segunda-feira, o promotor vai buscar informações na Vara da Infância e da Juventude sobre o menor de 16 anos, que participou do crime. Marques quer verificar se o menor já cometeu outros crimes.

Para Marques, já está certo de que Carlos Eduardo Toledo Lima, de 23 anos, Diego Nascimento da Silva, de 18 anos, Carlos Roberto da Silva, de 21 anos e Tiago Abreu Matos, de 19 anos, participaram do assalto que acabou com a morte do menino. Eles serão denunciados por latrocínio (roubo seguido de morte) e formação de quadrilha armada.

 O promotor vai requerer também a prisão preventiva dos suspeitos. Eles deverão permanecer detidos por mais três meses até que seja a denúncia seja apreciada e aceita, o interrogatório seja realizado e apresentação de testemunhas de acusação e defesa sejam apresentadas e a sentença proferida.

O caso será julgado pelo juiz que vai assumir a 1ª. Vara Criminal de Madureira, até o final deste mês. Não haverá júri popular nem caberá recurso por parte dos acusados, caso as penas combinadas ultrapassem 20 anos de detenção.

O menor de 16 anos, em depoimento na 2ª. Vara da Infância e da Juventude, confessou sua participação no crime e inocentou o irmão Carlos Eduardo Toledo Lima. O menor contou ainda que praticou outro roubo de carro, cerca de duas semanas antes da morte de João Hélio.

O juiz Guaracy Vianna marcou uma nova audiência com o menor para o dia 6 de março.