Projeto de inclusão social é inaugurado no Rio

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 30 de maio de 2003 as 15:10, por: cdb

A Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (Unesco), em parceria com o Instituto Telemar, a ONG Spectaculu – Escola Fábrica de Espetáculos, inauguraram nesta sexta-feira, nesta capital, a Escola de Arte e Tecnologia, um projeto de inclusão social direcionado para a juventude popular urbana das grandes cidades.

Projeto social inédito no país, a escola vai profissionalizar jovens nas áreas de design, computação gráfica, fotografia e vídeo.

Batizada com o nome de Kabum, a instituição, segundo a assessoria de Imprensa da Telemar, funcionará em um galpão da zona portuária do Rio de Janeiro e oferecerá um programa de formação inédito, com uma educação de qualidade em linguagem multimídia. Inicialmente, a escola abre com uma turma de 45 jovens de 26 comunidades, que recebem uma bolsa-auxílio mensal de R$ 80,00.

A seleção dos alunos – feita pelo Instituto Telemar, a Unesco e a Spectaculu, com a ajuda de professores e de um psicólogo – priorizou os candidatos de áreas metropolitanas carentes de projetos sociais e com baixo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH).