Produção industrial em novembro cresceu em nove estados

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 10 de janeiro de 2007 as 16:30, por: cdb

Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apontam que nove dos 14 estados pesquisados apresentaram crescimento da produção industrial em novembro de 2006 ante outubro do mesmo ano. As maiores expansões ficaram por conta do Pará, com 3,8%; Paraná, 3,1%, e Minas Gerais, com 2,7%.

Segundo o economista do IBGE André Macedo, o grande destaque do Pará se deve principalmente à expansão da indústria extrativista, com ênfase em minério de ferro, observada durante praticamente todo o ano passado.

– Não temos a informação setorial nos locais pesquisados, mas acreditamos que a indústria extrativista também teria sido um grande destaque para Minas Gerais e o Espírito Santo, este último contando também com a extração de petróleo. Essa indústria já vem apresentando resultados positivos ao longo dos últimos dois anos -, disse Macedo.

Entre os cinco estados que registraram queda, o principal foi São Paulo, com redução de 1%, provavelmente, segundo Macedo, devido ao setor automobilístico.

– O desempenho adverso pode ser um reflexo da greve enfrentada pelas montadoras em setembro. O setor tem um peso em torno de 8% na indústria paulista -, explicou o técnico.

Já o Rio de Janeiro foi o único estado com desempenho negativo. Na comparação de novembro de 2006 e o mesmo mês de 2005 a produção teve queda de 0,4%.

– A paralisação de uma refinaria atingiu a produção de petróleo e álcool. Se não houve nenhuma variação no refino do petróleo, a produção fluminense teria ficado em torno de 2,5% -, avaliou Macedo.

No acumulado de janeiro e novembro de 2006, em relação ao mesmo período do ano anterior, o Pará teve crescimento de 14,8%; Ceará, 8,5 %, e Espírito Santo, 7,4%. Nesse mesmo período, três estados tiveram desempenho negativo: Paraná (-1,9%), Rio Grande do Sul (-2,2%) e Amazonas (-2,3%).