Prodi lamenta divisão da UE

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 17 de março de 2003 as 16:33, por: cdb

O presidente da Comissão Européia, Romano Prodi, lamentou “profundamente” nesta segunda-feira, a divisão no seio da UE em relação à situação no Iraque, assim como a incapacidade do Conselho de Segurança da ONU de alcançar um consenso sobre este assunto.

Prodi disse que, “mesmo que a guerra pareça ser agora mais provável que nunca”, o Conselho de Segurança e todos os países envolvidos devem efetuar um último esforço.

Além disso, o presidente da Comissão Européia frisou que uma decisão como a do possível ataque contra o Iraque deveria ser tomada somente sob a égide das Nações Unidas, e se isso não existe, “devemos unir nossos esforços para reduzir os danos a longo prazo para a ONU e para o Conselho de Segurança”.

Prodi também ressaltou que se houver uma guerra – “ainda espero uma decisão de último minuto “-, é preciso fazer com que “pelo menos haja o menor número de vítimas possível, porque já houve bastante sofrimento no passado”.

O presidente da Comissão, que fez estas declarações depois de participar da assinatura de um acordo de cooperação com a Ucrânia, expressou sua preocupação porque “estamos em um momento grave e difícil para a comunidade internacional”.