Procuradora aponta delegado como proprietário de casa de prostituição no PR

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 17 de outubro de 2003 as 15:30, por: cdb

A procuradora do Ministério Público do Trabalho do Paraná, Margarete Matos de Carvalho, informou nesta sexta-feira em entrevista ao Paraná TV , Rede Globo, que um delegado e um investigador de polícia são os proprietários de uma casa de prostituição num bairro nobre de Curitiba.

Os nomes dos policiais, segundo a procuradora, ainda não podem ser revelados para não atrapalhar as investigações. A descoberta foi feita na madrugada desta sexta-feira durante uma blitz realizada por uma equipe do Ministério e por policiais em casas de exploração sexual.

Após receber denúncias de exploração sexual de menores em boates, os policiais e a equipe do Ministério percorreram diversas casas noturnas na capital e na região metropolitana. A operação, que levou cerca de cinco horas, não encontrou nenhuma menor trabalhando, mas descobriu muitas mulheres – e outros empregados – sem registro em carteira de trabalho.