Principais reservatórios de água do Paraná estão abaixo do normal

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 5 de novembro de 2003 as 11:44, por: cdb

Os reservatórios das principais hidrelétricas que estão localizadas no Rio Iguaçu, no Paraná, estão com os níveis abaixo do normal. Há três meses chove menos que o necessário e a Companhia Paranaense de Energia (Copel) já está estudando alternativas, como importar energia da Argentina ou aumentar a produção das termelétricas. Segundo a Copel, a situação no estado é de alerta. A previsão é de que os reservatórios só voltem ao nível normal com as chuvas do próximo outono.

Na Usina de Foz do Areia, o reservatório está 34 metros abaixo do nível normal, restando apenas 15% do volume de água no lago. Na Bacia do Rio Capivari, também a situação já preocupa. Em Salto Caxias, o vertedouro, por onde deveria sair o excesso de água, está seco, e na represa em Campina Grande do Sul, o vertedouro não é aberto desde janeiro do ano passado.

Também os reservatórios da Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar) estão com problemas devido a estiagem. Eles têm água para abastecer Curitiba e região metropolitana por apenas 45 dias se não ocorrer um volume maior de chuva. As barragens do Iraí e Caiguava, em Piraquara, estão com apenas 45% da capacidade total. A Sanepar está recomendando aos consumidores o uso racional da água para evitar risco de racionamento.