Pressões do Fatah fazem 46 membros do comitê eleitoral renunciar

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 15 de janeiro de 2005 as 14:16, por: cdb

Quarenta e seis membros do Comitê Central Eleitoral palestino renunciaram a seus cargos neste sábado por supostas pressões do movimento Fatah na jornada eleitoral do domingo passado.

O pedido de demissão coletivo segue ao apresentado esta manhã por dois responsáveis do comitê Amar Dwaik e Baha al Bakri.

No entanto, estes funcionários asseguraram que as supostas irregularidades não afetaram o resultado final das eleições, que deram um triunfo, com 62,3% dos votos, a Abu Mazen, de 69 anos e candidato oficial do Fatah.

Os demissionários dizem que foram pressionados pelos membros da campanha de Abu Mazen e oficiais dos serviços secretos, que mudaram os procedimentos das eleições no dia da jornada eleitoral.

O fechamento dos colégios eleitorais, previsto para as 19.00 horas, se prolongou até as 21.00 horas, por duas horas que aparentemente foram favoráveis ao candidato do Fatah, movimento que interveio na decisão desse adiamento.

– Veio o diretor da campanha de Abu Mazen e fomos pressionados para mudar o procedimento – explicou o porta-voz do Comitê, Bahaal Bakri.

Eles também se queixam dos disparos feitos durante a tarde do dia 9 de janeiro, dia das eleições presidenciais, em frente à sede do Comitê Eleitoral Palestino.