Presos dizem que universitária planejava o próprio sequestro

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 12 de março de 2007 as 16:15, por: cdb

Dois dos suspeitos presos na semana passada acusados de fazerem parte da quadrilha que praticava assaltos a residências e casas lotéricas na região de Campinas (a 95 km de São Paulo) confirmaram neste domingo a versão da polícia de que a estudante de Direito Ana Paula Souza, 21 anos, seria líder do grupo.

Em entrevista a um canal de televisão, concedida na Unidade de Detenção, Triagem e Encaminhamento (UDTE), ao lado do 2º Distrito Policial da cidade, Leandro Lima e Orlando Ernesto Carpino, ambos com 25 anos, disseram que era Ana Paula quem dava as coordenadas para os assaltos. Segundo os dois, até as armas utilizadas pela quadrilha foram compradas por ela.

 Lima e Carpino revelaram ainda que a estudante estava planejando simular o próprio seqüestro para extorquir dinheiro dos pais. Os dois contaram que agiam sempre em três pessoas. Lima disse que participou de um roubo com Ana Paula e o namorado dela, Raoni Renzo Miranda, de 18 anos. Carpino teria participado de dois. Ambos os presos acreditam que Ana Paula e o namorado, que está foragido, fizeram cerca de dez assaltos. Na versão dos dois, a estudante era quem dirigia o carro, mas pelo menos uma vez chegou a entrar em uma casa.