Presidente do PSDB diz preferir ‘o Lulinha paz e amor’

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 31 de outubro de 2003 as 15:30, por: cdb

O presidente do PSDB, José Aníbal (SP), disse nesta sexta-feira que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva não deve gastar sua força moral fazendo acusações a seus antecessores sobre ações sociais que deixaram de ser feitas no Nordeste. “Acho que o Lula precisa governar. Não vai acrescentar nada esse xingamento que ele anda fazendo, essas generalizações. Acho até que isso o prejudica. O presidente da República é uma instituição e o desempenho dele é uma liturgia”, ressaltou Aníbal, dizendo que prefere “o Lulinha paz e amor”.

Ao comentar as declarações do presidente Lula, ontem na Paraíba, chamando seus antecessores de “covardes”, Aníbal disse que, do ponto de vista gerencial, o governo tem sido muito pouco ativo. “E nós precisamos de resultados, de empregos, de investimentos e o ambiente é propício ao crescimento”, afirmou o líder tucano. Agora, os governistas “estão encontrando – e isso é novo no Brasil – uma oposição que vem relevando essas situações e agindo a favor do país”, disse Aníbal, referindo-se ao apoio que o PSDB tem dado na votação das reformas no Congresso Nacional.

José Aníbal participa, no Rio, do 1º Colóquio – As Reformas do Estado e a Agenda do Brasil, que reúne líderes do PSDB e do PPS.