Premier francês diz que situação nas ruas continua frágil

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 1 de junho de 2006 as 10:14, por: cdb

Seis meses depois dos tumultos violentos que abalaram o governo francês, a situação nos subúrbios “continua frágil”, disse, nesta quinta-feira, o primeiro-ministro francês, Dominique de Villepin.

– Devemos ficar atentos – afirmou Villepin durante uma coletiva de imprensa mensal, desta vez em Chartres.

– A situação continua frágil e, desse ponto de vista, não há um combate ganho em definitivo. É por isso que estamos comprometidos com a lei de igualdade de oportunidades – ressalta.

Essa legislação inclui medidas em resposta aos problemas econômicos e sociais evidenciados pela crise nos subúrbios deflagrada no final de 2005.

Uma dessas medidas, a lei do primeiro emprego para os menores de 26 anos, deve ser deixada de lado pelo governo devido à pressão dos jovens e lideranças sindicais que foram às ruas de todo o país.

Novos incidentes de violência foram registrados na terça e na quarta-feira em Montfermeil e Clichy-sous-Bois, em Seine-Saint-Denis, local onde começou a crise dos subúrbios no ano passado.