Premiê do Iraque pede ajuda contra violência

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 10 de março de 2007 as 15:09, por: cdb

O premiê iraquiano, Nouri Al Maliki, disse, neste sábado, que seu país necessita da ajuda de países vizinhos para combater o que chamou de “terrorismo”.

– O Iraque está na linha de frente do combate ao terrorismo mundial, necessitando de muita ajuda, especialmente de países vizinhos – disse Maliki.

Maliki falou na abertura de uma conferência em Bagdá que reúne representantes dos Estados Unidos, outros membros do Conselho de Segurança da ONU e países vizinhos do Iraque.

A conferência de um dia marcou a primeira vez em anos que o Irã e a os Estados Unidos dialogaram.

Primeiro passo

Os EUA vêm acusando o Irã e a Síria de estimular a insurgência e os conflitos sectários no Iraque.

Suspeita-se que o Irã apoie grupos xiitas iraquianos, enquanto outros países árabes, como a Arábia Saudita, apoiem facções sunitas.

Analistas dizem que as expectativas para o encontro deste sábado devem ser limitadas.

Para eles, após este primeiro passo, deve acontecer um encontro ministerial em abril.

Esperança e bombas

Mas o correspondente da BBC em Bagdá, Jim Muir, disse que o Irã e a Arábia Saudita vêm tentando, recentemente, encontrar uma solução pacífica paras conflitos no Líbano e na Autoridade Palestina.

Existe esperança, diz ele, de que o Iraque possa se beneficiar de negociações semelhantes.

Também em Bagdá, neste sábado, um carro-bomba matou 18 e feriu 40 pessoas na região xiita de Cidade de Sadr.

Dois morteiros foram ainda lançados nas proximidades de onde a conferência está sendo realizada, mas ninguém ficou ferido.