Prefeitura premia vencedores de concurso de fotografias sobre Belém

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 24 de janeiro de 2012 as 18:22, por: cdb

Lauro Lima / Fotos: João Gomes

A abertura da exposição fotográfica “Cantos e Recantos de Belém”, na manhã desta terça-feira (24), na Escola de Gestão Pública do Município (EGPM), marcou a entrega da premiação do concurso de fotografias promovido pela Prefeitura Municipal de Belém (PMB). No evento, fotógrafos amadores e profissionais receberam das mãos do prefeito de Belém, Duciomar Costa, premiação até terceiro lugar nas duas categorias.

O concurso, que teve como tema a cidade de Belém, reuniu imagens produzidas por funcionários públicos municipais. Marlene Mendes Pereira, coordenadora geral da EGP e curadora da exposição, disse que todos os envolvidos ficaram muito satisfeitos e impressionados com a qualidade das imagens que foram inscritas.

“Por ocasião das comemorações do aniversário da cidade, abrimos espaço para que os fotógrafos registrassem seu olhar sobre os locais por onde trafegamos todos os dias. Lugares comuns e que escondem tamanha singularidade. A tradução dessas belezas depende também de muita sensibilidade, e isso pudemos perceber que os participantes dessa exposição têm de sobra”, comemorou Marlene.

Belém guarda em cada espaço da sua arquitetura antiga os traços fiéis da sua história. Elementos em constantes transformações que quando não estão resguardados fisicamente, resistem intactos em registros fotográficos do início do século passado.

“São imagens que resistem ao tempo. Que nos possibilitam perceber como viviam nossos antecessores. Esse concurso que realizamos tem esse objetivo: o de possibilitar que a Belém assim como ela é hoje seja conhecida por outras gerações”, ressaltou o prefeito Duciomar Costa.

Foram mais de 100 imagens inscritas, das quais 50 foram selecionadas para fazer parte da exposição. Os fotógrafos Igor Mota, Tarso Sarraf e Lucas Queiroz foram os responsáveis por julgar as imagens que levaram o título.

“Já sabíamos que colegas nossos de profissão estavam com fotos inscritas no concurso. Por isso, sugerimos à curadoria que não nos apresentasse as imagens com o nome de seu autor. Pudemos dessa forma fazer um julgamento isento, sem beneficiar ninguém. Escolhemos apenas as melhores imagens que, pelo nosso olhar, representava muito bem os ‘cantos e encantos’ da cidade”, explicou o fotojornalista Tarso Sarraf.  Ele, que trabalha com fotografia há 20 anos, seis deles dedicados ao fotojornalismo, vê com muito bons olhos essa iniciativa da Prefeitura de Belém. “Ações deste tipo dá ao profissional e para quem gosta de fotografia a possibilidade de cada vez mais aperfeiçoar sua técnica”, acrescentou.

Na categoria amadora, os três primeiros colocados foram: Adaias de Souza, Fabiola Monteiro e Brendo Almeida. Entre os profissionais, Elivaldo Pamplona, Alessandra Torres e Hosana Lopes chegaram aos primeiros lugares.

O repórter fotográfico Elivaldo Pamplona, da Coordenadoria de Comunicação da Social (Comus) da Prefeitura, ganhou o primeiro prêmio da categoria profissional com uma foto noturna da Praça da República. “Fico muito satisfeito em saber que o resultado do meu trabalho seja capaz de traduzir as belezas dessa cidade que eu tanto amo”, disse.

A galeria com a exposição, elaborada a partir do olhar crítico do artista Jean Carlos Pereira, reúne um conjunto de imagens que representam muito bem a capital paraense. São traços da arquitetura francesa mantidos desde os tempos áureos da Belle Époque, alguns cantinhos especiais, tidos como cartão postal da cidade, ou até um momento comum traduzido pela criatividade e pelo olhar atento dos retratistas de plantão.

A exposição “Cantos e Recantos de Belém”, permanece aberta até o dia 03 de fevereiro na EGP, localizada na Rua Domingos Marreiros, nº 1792, entre 14 de Abril e Castelo Branco.