Prefeitura entrega livros complementares nas escolas da Serra

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 27 de janeiro de 2012 as 11:43, por: cdb

A Prefeitura de Macaé, por meio da Secretaria de Educação, prossegue até o início do ano letivo – próximo dia seis – com a entrega de livros didáticos complementares para as unidades municipais de ensino da região serrana. Os livros são destinados a estudantes do 1º ao 9º ano de escolaridade.

O material está sendo distribuído pela equipe pedagógica da Secretaria de Educação em unidades municipais situadas nas localidades do Sana, Córrego do Ouro Bicuda, Frade, Cabeceira do Sana, Glicério e Imburo. Entre elas estão as unidades municipais Joaquim Augusto Borges, em que foram destinados 231 livros, Carolina Curvello Benjamim com 206 livros didáticos, Raul Veiga com a aquisição de 232, Pedro Adami com 214 e Fantina de Melo, que vai receber 235 livros.

Um dos pontos de destaque desta entrega é que cada escola municipal teve a oportunidade de escolher democraticamente os livros que serão utilizados com os estudantes.

– Os gestores e professores puderam selecionar livros, dentre as obras que estão incluídas no Guia do Plano Nacional do Livro Didático (PNLD). A escolha levou em consideração o que se pretende abordar nas salas de aula, o planejamento pedagógico e a realidade de cada unidade municipal. A distribuição destes livros é para complementar o acervo que já existe, destacou o secretário de Educação, Guto Garcia.

Ele lembra que, a exemplo dos anos anteriores, foi possível fazer consulta prévia do resumo das obras ofertadas no Guia do PNLD, disponível no portal do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), em www.fnde.gov.br. Os livros foram avaliados e selecionados pela Secretaria de Educação Básica do Ministério da Educação.

O secretário de Educação, Guto Garcia, explica ainda que o Programa Nacional do Livro Didático é de suma importância não apenas para incentivar a leitura, cuidados e conservação dos livros, mas para assegurar o processo ensino- aprendizagem de qualidade.

– Macaé está colhendo resultados positivos. O PNDL foi idealizado para prover as escolas públicas de ensino fundamental e médio com livros didáticos, dicionários e obras complementares de qualidade, o governo federal executa o Programa Nacional do Livro Didático. O Programa também atende aos alunos da Educação de Jovens e Adultos das redes públicas de ensino e das entidades parceiras do Programa Brasil Alfabetizado, lembra.

Já a distribuição dos livros para as escolas municipais situadas na área central de Macaé é feita por meio de um contrato entre o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação e a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT), que leva os livros diretamente da editora para as escolas. Esta etapa do Plano Nacional do Livro Didático (PNLD) conta com acompanhamento de técnicos do FNDE e das Secretarias Estaduais de Educação.

O programa de distribuição dos livros didáticos é executado em ciclos trienais alternados. Assim, a cada ano, o FNDE adquire e distribui livros para todos os alunos de um segmento, que pode ser: anos iniciais do ensino fundamental, anos finais do ensino fundamental ou ensino médio.

Segundo registros do Ministério da Educação (MEC), o orçamento do Plano Nacional do Livro Didático (PNLD) de 2011 foi de R$ 1,2 bilhão, para a compra de livros didáticos do ensino médio e reposição, além da complementação do ensino fundamental, que foi iniciada no mês de outubro e se estende até o início das aulas. À exceção dos livros consumíveis, os livros distribuídos deverão ser conservados e devolvidos para utilização por outros alunos nos anos subseqüentes.

Segundo a coordenadora do Programa Livro Didático da rede municipal, Roze Mary Tomás, este ano será de suma importância para a escolha dos livros didáticos.

– Este ano haverá a escolha domaterial do PNDE, que serão utilizados nas salas de aula das unidades municipais de Macaé entre os anos de 2013 a 2015. Este será o último ano que os alunos do 1º ao 5º anos da rede vão fazer uso do material do PNDE que já está em uso nas salas de aula, observa.

A coordenadora do Programa do Livro Didático no município acrescenta que já está definida para o ano de 2013 a distribuição de consumíveis de letramento e alfabetização e, alfabetização matemática aos alunos de 1º ao 3º ano do ensino fundamental; livros reutilizáveis de ciências, história e geografia aos alunos de 2º ao 5º ano e livros reutilizáveis de língua portuguesa e matemática para os alunos de 4º e 5º anos.

“A novidade é que, a partir do PNLD 2013, os alunos de 3º ano do ensino fundamental passam a integrar o ciclo de alfabetização e, por isso, também começam a receber os livros consumíveis de letramento e alfabetização e alfabetização matemática”, salienta Roze.

Ela pontua também que a coordenação do projeto em Macaé vai continuar no decorrer do ano letivo com a realização de reuniões e cursos voltados para os que atuam com o Programa do Livro Didático nas escolas municipais . “ O objetivo de informar ao educadores sobre prazos de entrega, boas práticas para se lidar com os livros didáticos e a operação do Siscort, programa do MEC através do qual é feito o controle do programa de preservação do livro didático”, observa.

Satisfeita, Roze Tomás, também destaca que a equipe responsável pelo programa está se preparando para participar nos dias 12 e 13 de março do Encontro Nacional do Livro Didático’ , em Curitiba.

Na oportunidade a equipe da Secretaria de Educação vai apresentar as ações desenvolvidas na rede municipal de Macaé. Como prêmio, a secretaria receberá uma remessa de livros do Programa Nacional Biblioteca da Escola (PNBE) e obras da coleção Educadores.