Prefeitura do Rio vai desligar radares de velocidade por 3 meses

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 14 de novembro de 2002 as 23:50, por: cdb

A partir de amanhã, e por pelo menos três meses, não haverá punição por dirigir acima da velocidade no Rio. Os 15 radares fixos da prefeitura serão desligados, conforme anunciou o secretário municipal de Trânsito, Arolde de Oliveira.

A Secretaria Municipal de Transportes não informou se poderá fazer operações de fiscalização do trânsito com radares móveis.

A decisão da prefeitura obedece à resolução do Contran (Conselho Nacional de Trânsito) que determina que os valores pagos às empresas operadoras dos radares sejam fixos.

Atualmente, o pagamento feito às empresas leva em conta a quantidade de multas aplicadas.

A prefeitura informou que vai abrir licitação nos próximos dias para contratar novas operadoras dos pardais (como os radares são conhecidos no Rio). Ela estima que o processo levará, pelo menos, três meses.

Os pardais ficam em pontos considerados estratégicos, onde há grande números de acidentes. Há um no centro, dez na zona oeste, dois na zona sul e dois na zona norte.

O DER (Departamento de Estradas de Rodagem) aguarda parecer da Procuradoria Geral do Estado para saber se poderá manter seus 42 radares e 93 lombadas funcionando em todo o Estado do Rio.

Os equipamentos ficam nas estradas estaduais e na Linha Vermelha (via expressa que liga a zona norte do Rio à Baixada Fluminense).

Segundo o DER, a decisão deverá ser anunciada na segunda-feira.