Prefeitura define mudanças no atendimento aos animais

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 27 de março de 2012 as 16:11, por: cdb

 

Reunião entre poder público e Ongs propôs a integração de ações entre secretárias de Saúde e de Meio Ambiente

 O prefeito Marcelo Barbieri se reuniu, na manhã dessa terça-feira (27), com representantes de associações protetoras dos animais; das secretarias de Saúde e Meio Ambiente; secretários municipais e vereadores para discutir novas possibilidades de trabalho em relação às políticas públicas voltadas aos animais em Araraquara. No início da reunião, Marcelo ressaltou a postura da Prefeitura de incentivar o diálogo na busca de soluções para a causa animal. Marcelo também informou que foi publicada a convocação de um novo veterinário para o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ). A Secretaria de Saúde abriu processo administrativo para apurar a conduta da veterinária que atuava no CCZ. Após vários apontamentos e considerações, ficou definida a integração dos trabalhos desenvolvidos pelo CCZ e pela Gerência de Saúde Animal, vinculada à Secretaria de Meio Ambiente. Para acompanhar esse processo, foi formada uma Comissão coordenada pelo secretário de Meio Ambiente, José dos Reis Santos Filho, e composta pelas Secretarias de Saúde; Meio Ambiente e Comunicação, além de representantes das Ongs e da Associação dos Médicos Veterinários. “É necessária essa sinergia entre o CCZ e a Saúde Animal, pois já temos uma boa estrutura e profissionais. A medida que o animal chega ao CCZ e tem condições de tratamento, a equipe de Saúde Animal assume e o recupera”, observou Marcelo.

  O CCZ é responsável por recolher animais atropelados, invasores e agressores, enquanto que a Gerência de Saúde Animal recebe denúncias de maus tratos contra animais, realiza o recolhimento, registra boletim de ocorrência, trata e encaminha para a feirinha de adoção. A proposta foi bem aceita pelos defensores dos animais e também pelas equipes da Secretaria de Saúde e de Meio Ambiente. “Esse é o começo da mudança, o prefeito Marcelo Barbieri mostrou coerência com aquilo que tem feito em relação aos animais, ele é um administrador que reflete o perfil do protetor dos animais”, comentou a representante da SOS Melhor Amigo, Betty Peixoto. “Demos um grande passo. Já temos um trabalho em parceria com a Prefeitura, que é a castração gratuita, o que não existe em outros municípios. O que foi proposto nesta reunião é o que sempre buscamos”, disse a presidente da Associação Araraquarense de Proteção aos Animais (AAPA), Adriana Mattos. O convênio da Prefeitura com a AAPA possibilita a castração de 3.500 animais por ano, por meio de técnica cirúrgica de esterilização minimamente invasiva sem pontos externos. Além disso, em 2011, foi criado o Conselho Municipal de Defesa dos Direitos dos Animais e a sanção da lei que proíbe rodeios em Araraquara. Lei  Também durante a reunião, que contou com a presença dos vereadores Aluisio Braz (Boi), João Farias, Juliana Damus, Tenente Santana, Elias Chediek, Serginho Gonçalves, Paulo Maranata e Jair Matineli, definiu-se a necessidade de uma legislação que verse sobre a posse responsável, estabelecendo-se critérios de fiscalização e punição. O projeto de lei, proposto pelo Executivo, será elaborado pela Secretaria de Negócios Jurídicos. Uma nova reunião entre representantes das Ongs, poder Executivo e Legislativo será agendada para discutir os detalhes da lei, antes de ser encaminhada à Câmara Municipal. Participaram da reunião as representantes das Ongs SOS Melhor Amigo; AAPA; Dedia; ProAmma e secretários municipais. Canil O prefeito Marcelo Barbieri anunciou que vai abrir processo licitatório para a construção de um abrigo municipal. A vereadora Juliana Damus lembrou que já destinou por emenda parlamentar R$ 65 mil para a construção do abrigo.