Prefeito sanciona Lei de Música Ambiente

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012 as 11:35, por: cdb

A Música Ambiente executada em bares, restaurantes e similares em Divinópolis terá agora normas a serem seguidas para dar tranqüilidade aos cidadãos, retorno aos empresários e visibilidade aos músicos. O Prefeito Vladimir Azevedo, sancionou hoje (29/02/2012), a Lei 7515 que normatiza o assunto na cidade.

A solenidade com a presença de vários músicos foi realizada no Auditório da Secretaria Municipal de Educação. A mesa foi composta pelo Prefeito Vladimir Azevedo, o secretário de Governo Antônio Faraco, o secretário de Cultura Bernardo Rodrigues e o propositor da Lei, vereador Beto Machado.

A lei tramitava na Câmara desde agosto de 2011 e depois de muita discussão com músicos, cidadãos e poder público chegou-se ao formato sancionado. De acordo com o Beto Machado agora será possível fazer um trabalho que favoreça a todos. “Vamos banir com os musiqueiros, aqueles que estão fora da lei, que só faz barulho e que não sabe nem o que é música, vamos promover as músicas de verdade”, justificou o vereador.

As discussões feitas com músicos e empresários para criação do texto da Lei foram ressaltadas pelo Secretário Municipal de Cultura, Bernardo Rodrigues. Rodrigues frisou como a sanção é dada em uma hora propícia, em que o Centenário da Cidade cria vários cenários para os músicos se apresentarem. “Essa Lei me lembra o que diz Fernando Brant, que ‘foi num bar que muita gente boa pos o pé na profissão’, e agora teremos, nós músicos, direito de mostrar nossa arte”.

Em seguida o Prefeito Vladimir Azevedo assinou a sanção da Lei que será publicada no diário Oficial nesta quinta-feira (01/03/2012) passando a vigorar imediatamente. Em sua fala o Prefeito Vladimir, manifestou seu constrangimento de Divinópolis ainda não ter uma Lei que regulamentasse a questão da Música Ambiente.

Azevedo também comemorou a iniciativa do vereador Beto Machado e resumiu a importância do ato. “Os empresários não tinham segurança para colocar músicos para tocar, os músicos ficavam sem mercado e quem gosta de música não podia aproveitar nos bares e restaurantes essa opção de lazer. Agora, depois de discutir com todos chegamos a um consenso e é hora dos músicos trabalharem, lucrarem e continuar investindo na cidade”. Vários músicos encerraram a solenidade com a execução da música ‘Saudades de Minha Terra’ com a participação empolgada de todos os presentes