Prefeito entrega oito motos ao Programa da Dengue nesta segunda (10/10)

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 24 de janeiro de 2012 as 12:05, por: cdb

Nesta segunda-feira (10/10), às 9h, o prefeito Carlito Merss e o secretário da Saúde, Tarcísio Crocomo, entregam oito motocicletas novas para o Programa Municipal de Controle à Dengue. A entrega dos veículos acontecerá na sede da Prefeitura.

Os veículos 125 cilindradas foram adquiridos com recursos do Ministério da Saúde, no valor de R$ 47.200,00, e serão utilizados pelos agentes de combate à dengue no trabalho de monitoramento de armadilhas e vistoria de criadouros do mosquito em casas e estabelecimentos comerciais.

A coordenadora do Programa Municipal de Controle à Dengue, Bárbara Nied, afirma que as oito motos vão substituir a antiga frota que estava deteriorada pelo tempo e pelo uso. “Nossa frota conta com 15 motos, a maioria com ano de fabricação entre 2000 e 2004. Como cada uma percorre uma média de mil quilômetros por dia, elas costumavam estragar frequentemente, prejudicando o trabalho de campo dos agentes”, detalha.

O Programa de Controle à Dengue ainda conta com duas kombis e uma camionete para a condução dos agentes que fazem busca ativa nas imediações de onde são encontrados focos da dengue. A renovação da frota do programa da Secretaria da Saúde faz parte do plano de investimentos para melhoria das condições de trabalho dos agentes. No final de 2010, os servidores foram contemplados pelo governo municipal com a transferência do programa para uma nova sede localizada na rua Aubé.

Joinville apresenta baixos índices de casos de dengue

O Programa Municipal de Controle à Dengue é um serviço da Secretaria Municipal da Saúde, criado para monitorar e impedir a proliferação do mosquito Aedes Aegypti em nossa cidade. O serviço conta com 50 agentes que, semanalmente, monitoram 1.750 armadilhas instaladas em diversos pontos da cidade.

Além de fiscalizar os equipamentos, os agentes também visitam empresas e residências e orientam a população para que ajudem a eliminar possíveis criadouros. Este ano, 68 focos de larva do mosquito Aedes Aegypti foram encontrados na cidade – a maioria no bairro Aventureiro (37 casos). Dois mutirões de limpeza foram realizados pela Secretaria da Saúde, este ano, para orientar e alertar os moradores daquela região sobre o crescimento do número de focos e a necessidade de redobrar os cuidados com possíveis criadouros.