Prefeito Elmano Férrer empossa Conselheiros de turismo

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 1 de março de 2012 as 04:30, por: cdb

A cidade de Teresina conta com novo Conselho Municipal de Turismo – COMTUR que é composto por 17 membros, representantes de órgãos públicos e da iniciativa privada e que tem como presidente Alexandre Magalhães, secretário municipal da Semdec. O prefeito Elmano que deu posse aos conselheiros em solenidade na noite de quarta-feira, 29, no complexo Mirante Ponte Estaiada que em um ano de funcionamento recebeu 145 mil visitantes.

“A cidade tem que oferecer o melhor para os moradores e para os visitantes e esse conselho tem a missão de pensar ações para o turismo. O que todos nós queremos é que Teresina seja mais bonita, agradável e acolhedora”, disse o prefeito.

Para Alexandre Magalhães, presidente do COMTUR e secretário da Semdec, Teresina tem conquistado melhorias significativas. “Com esse conselho iremos melhorar significativamente as ações de turismo em Teresina”, diz comentando que o Complexo do Mirante Ponte Estaiada é o mais novo ponto turístico da cidade e já foi cenário para três novelas de televisão.

O COMTUR tem como objetivo estabelecer diretrizes para formulação e execução da Política Municipal de Turismo, com base no turismo sustentável. Outra ação para o fortalecimento da atividade foi a criação do Fundo Municipal de Turismo (FUMTUR).

O Conselho foi reformulado com a Lei n. 4.191/2011 constituindo como órgão colegiado de caráter deliberativo, consultivo, de assessoramento e fiscalização, que tem como objetivo estabelecer diretrizes para formulação e execução da Política Municipal de Turismo, com funções de planejar, fiscalizar, implementar e promover o desenvolvimento de atividades turísticas.

No ano passado O FUMTUR foi criado para a obtenção e aplicação de recursos exclusivamente para o setor de Turismo em Teresina, através da Lei n. 4.183/2011, a proposta de criação da lei foi encaminhada pela própria Semdec. Dentre as formas de captação, além de recursos orçamentários, destacam-se a possibilidade de doações, convênios, receitas de venda de material promocional, de eventos e de visitação de espaços turísticos, a exemplo da taxa cobrada para ingresso no Mirante da Ponte Estaiada.

Tais recursos, a serem geridos pela Semdec, poderão ser aplicados em obras de infraestrutura, ações e projetos importantes, em especial os elencados pelo Plano Municipal de Desenvolvimento do Turismo Sustentável (PDTIS) de Teresina, elaborado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV).